Newsletter
Ciência e Cultura - Agência de notícias da Bahia
RSS Facebook Twitter Flickr

Entrevistas

Página 9 de 15« Primeira...7891011...Última »
TECNOLOGIAS ASSISTIVAS Teófilo Alves Galvão Filho

Mestre e Doutor em Educação pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), Teófilo Alves Galvão Filho é especialista em Informática na Educação pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Professor credenciado do Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Educação da Ufba e pesquisador do grupo de pesquisa cadastrado no CNPq "Educação Inclusiva e Necessidades Educacionais Especiais", nesta entrevista, o pesquisador fala sobre educação inclusiva e do que significar tratar deste tema na escola, do ponto de vista das chamadas tecnologias assistivas. Avalia, também, a condição das escolas de Salvador em tal processo, bem como, as políticas públicas relacionadas ao tema.

ECONOMIA LOCAL Paulo Henrique de Almeida

Autor do capítulo “A Economia de Salvador e a Formação de sua Região Metropolitana”, do livro “Como anda Salvador”, o professor e economista Paulo Henrique de Almeida analisa as mudanças entre o panorama traçado na pesquisa, publicada em 2006, e o atual cenário da economia soteropolitana, além de comentar algumas questões chaves para o crescimento da cidade. Almeida, que atualmente é Superintendente de Planejamento Estratégico da Secretária do Planejamento do Estado da Bahia (SEPLAN), considera que Salvador já é um “grande mercado” e que os indicadores sociais melhorarão nos próximos anos. Segundo ele, a chave para o crescimento da cidade são os serviços empresariais, sociais e de turismo. O superintendente ainda critica a prática da “guerra fiscal”, afirmando que o recente incentivo às importações para a criação de empregos portuários é um “tiro de misericórdia na indústria nacional”.

ARQUITETURA E FILOSOFIA Pasqualino Romano Magnavita

Pasqualino atua como professor dos cursos de mestrado e doutorado do Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UFBA. Em seus projetos, defende sempre pensar a arquitetura antes de fazê-la. Nesta entrevista, ele fala sobre seus projetos de pesquisa atuais no plano de imanência filosófico do pensamento rizomático e sua Lógica da Multiplicidade, também conhecida por Lógica da Diferença.

MEDICAMENTOS FITOTERÁPICOS Eudes da Silva Velozo

Com o objetivo de desenvolver fitoterápicos originários de plantas da Chapada Diamantina e que sejam acessíveis para a população, o professor Eudes da Silva Velozo do Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas da UFBA comenta o desenvolvimento das pesquisas na Bahia

BRINCADEIRAS INFANTIS Ilka Bichara

Ilka Bichara, professora do Instituto de Psicologia da UFBA, estuda as brincadeiras infantis desde o seu doutorado. Em entrevista à Agência de Notícias Ciência e Cultura, Ilka fala sobre o legado das brincadeiras e como algumas delas variam de acordo com o contexto socioeconômico em que está inserida.

ESTUDOS MARXISTAS Sandra Marinho

Situado na Faculdade de Educação da UFBA e em formação desde 2007, o Laboratório de Estudos e Pesquisas Marxistas (LEMARX) tem como objetivo contribuir para as lutas dos movimentos sociais, sobretudo, através da formação política de pessoas que aderem à pedagogia de Karl Marx e Friedrich Engels. A coordenadora do LEMARX, Sandra Maria Siqueira Marinho, em entrevista à Agência Ciência e Cultura, revela de que maneira o grupo se articula com as artes e consolida a pesquisa sobre as contribuições do Marxismo nas lutas sociais. Sandra também expõe quais são os desafios que o grupo - formado por pelo menos nove integrantes – enfrenta, apesar de transitar entre as mais variadas áreas do conhecimento.

NUTRIÇÃO Ryzia de Cássia Cardoso

Professora e pesquisadora da Escola de Nutrição da UFBA, Ryzia de Cássia Cardoso desenvolve pesquisas nas áreas de cadeias informais de produção e comercialização de alimentos. Em entrevista à Agência Notícias, a professora fala da importância das pesquisas no segmento; dos resultados já alcançados e da necessidade de regulação e formulação de politicas públicas para o comércio informal de alimentos. Ryzia de Cássia fala também de sua pesquisa atual intitulada “Comida de rua no cotidiano e no carnaval de Salvador: diagnóstico e intervenção para a promoção da segurança alimentar”.

ARTES E HUMANIDADE Denise Coutinho

“Prefiro falar em produções acadêmicas, porque a produção de conhecimento pode acontecer fora do ambiente das ciências”, acredita Denise Coutinho professora do Instituto de Psicologia da UFBA e coordenadora da Área de Concentração Estudos da Subjetividade e do Comportamento Humano, oferecida pelo Instituto aos Bacharelados Interdisciplinares (BIs). Denise dialoga com pensamentos de autores como Descartes, Bachelard, Freud, Bourdieu, Feyerabend e Foucault. Além disso, leciona no Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas e colabora no Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UFBA. Nessa entrevista, a pesquisadora explica os estudos que desenvolve com a graduação universitária de BI, esclarecendo as epistemologias não-cartesianas na interface artes-humanidade.

ESTEREÓTIPOS Marcos Emanoel Pereira

Professor e pesquisador do Instituto de Psicologia da UFBA, Marcos Emanoel Pereira tem desenvolvido pesquisa na área de estereótipos, que julga ser importante, principalmente por questões relacionadas ao preconceito e à discriminação. Em entrevista à Agência de Notícias Ciência e Cultura, Marcos Emanoel sintetiza seu trabalho de pesquisa intitulado Um ambiente online para estudo dos estereótipos. No projeto, preparou-se um ambiente virtual para a condução das pesquisas sobre o processo de esterotipização.

CULTURA INDÍGENA América Lúcia Silva César

Doutora em Linguística Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas, América Lúcia Silva César, atualmente é professora da Universidade Federal da Bahia e participa do Programa de Pós-Graduação em Letras e Linguística e do Pós-Afro – Programa Multidisciplinar de Pós-graduação em estudos Étnicos e Africanos. Em entrevista à Agência de Notícias Ciência e Cultura, a pesquisadora fala sobre o Projeto Observatório da Educação Escolar Indígena - Núcleo Local do Território Etnoeducacional Nordeste I, que está vinculado ao Pós-Afro (Programa Multidisciplinar de Estudos Étnicos e Africanos). Uma parceria com o PINEB (Programa de Pesquisa sobre os Povos Indígenas no Nordeste), ambos da Universidade Federal da Bahia.

Página 9 de 15« Primeira...7891011...Última »