Newsletter
Ciência e Cultura - Agência de notícias da Bahia
RSS Facebook Twitter Flickr

Busca: Giovanna Hemerly

GÊNERO E RAÇA “Estar sozinha não é estar infeliz”, defende Rebouças

#NãoEstouSó é o título do projeto de criação da artista visual Larissa Rebouças. O objetivo é criar peças que dialoguem com a comunidade e chamar a atenção para a questão do tabu envolvendo a solidão da mulher negra no cenário artístico

SAÚDE Suicídio: quando falar pode ser a melhor solução

Por ainda ser um tabu social, o suicídio é um assunto que costuma ser evitado pelas pessoas em geral, inclusive nos meios jornalísticos. Mas será que esse silêncio a respeito do assunto é de fato a melhor opção? Como isso pode afetar a família e amigos da vítima? Foi com o objetivo de rever essas questões, ainda pouco discutidas no âmbito da comunicação social, que a jornalista Laís Matos decidiu escrever o livro Sobreviventes

QUÍMICA Marcos Malta

Seja um ônibus espacial ou um celular, todos são compostos por materiais diversos e, atualmente, a química dos materiais tem foco nas necessidades que você tem e no desenvolvimento de materiais que atendam essa sua necessidade. Para saber mais sobre o tema, o pesquisador e professor do Intituto de Química da UFBA, Marco Malta, nos conta mais sobre o tema, em entrevista realizada pela Agência de Notícias Ciência e Cultura UFBA Malta é doutor em Química (Físico-Química) pela Universidade de São Paulo e atualmente é Professor Adjunto na Universidade Federal da Bahia. Tem experiência na área de eletroquímica e química de materiais, atuando principalmente na aplicação de ultra-som na síntese de nanomateriais, interação de nanopartículas metálicas com estruturas biológicas, biomimetismo, eletroquímica e armazenamento/conversão de energia

NOVEMBRO NEGRO UFBA 2018 Entre gênero, raça e classe

O mês do novembro negro da UFBA deste ano trouxe a temática Yabás: da ancestralidade à resistência” e convidou a escritora Carla Akotirene para falar sobre interseccionalidade e a importância deste conceito para a compreensão da discriminação sofrida pela mulher negra ainda nos tempos atuais

DA ALDEIA PARA A UNIVERSIDADE De olho na astronomia indígena

Especialistas em estudos sobre os povos nativos brasileiros afirmam a necessidade de valorizar os saberes indígenas que podem também contribuir com pesquisas acadêmicas de diversas áreas do conhecimento científico, como por exemplo, nos estudos acerca dos corpos celestes e fenômenos que ocorrem no céu.

EDUCAÇÃO Por uma pedagogia decolonial

Pesquisadoras concluem que existe uma lacuna sobre a aplicação didática em sala de aula do conhecimento e cultura produzidos pela população negra. Diante desta questão, o desenvolvimento de metodologias para trabalhar esse conhecimento, tanto nas escolas, quanto nas universidades, foi abordado no livro que terá lançamento ainda este mês

CONGRESSO UFBA 2018 Povos tradicionais, sustentabilidade e proteção da terra

Pesquisadores discutiram como o modo de subsistência e tradição dos povos latino-americanos contribuem para a utilização de recursos naturais sem gerar grandes impactos ao meio ambiente

ALIMENTAÇÃO Bate-papo sobre as PANCs

A Feira Agroecológica da UFBA convidou pesquisador especialista em Plantas Alimentícias Não-Convencionais para palestrar sobre a importância da implementação dessas espécies no cardápio popular brasileiro

POLÍTICA De olho no xadrez eleitoral de 2018

Evento promovido pelo grupo de pesquisa em Democracia Digital, discutiu os principais acontecimentos políticos que podem influenciar as eleições deste ano

RACISMO Representação social e representatividade

Para pesquisadoras sobre estudos de raça e etnicidade, a representação depreciativa que a sociedade faz do indivíduo e de seus aspectos físicos, históricos e culturais, podem ter forte impacto na sua auto-aceitação e na forma como este trata seus semelhantes. No entanto, a representatividade surge como possibilidade de reversão de concepções e conceitos racistas