Newsletter
Ciência e Cultura - Agência de notícias da Bahia
RSS Facebook Twitter Flickr
Atualizado em 21 DE outubro DE 2011 ás 21:18

Cinema Comentado com o filme “Home: Nosso planeta, nossa casa”

Filme retrata de maneira didática e poética os principais fatores em todo planeta que causam a destruição ambiental.

Por Mariana de Paula*
maridepaula23@gmail.com

Seguindo a programação da Semana Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (SNCT), na última quarta-feira (19) ocorreu o segundo dia da mostra Cinema Comentado. Com a exibição do filme “Home: Nosso planeta, nossa casa” do jornalista e fotógrafo francês Yann Arthus-Bertrand seguido de um bate-papo com o geólogo Ruy Kikuchi.

O filme “Home: Nosso planeta, nossa casa” retrata de maneira didática e poética os principais fatores em todo planeta que causam a destruição ambiental. O que mais chama atenção é a fotografia, praticamente todo o filme é feito por imagens impactantes de áreas que mostram como a devastação da natureza cresce em paralelo com o desenvolvimento humano. Em suma, a mensagem difundida é a de que o ser humano tem um alto impacto sobre a terra por conta do consumo em excesso que causa o fim dos recursos naturais, apesar desta percepção o autor não é pessimista e mostra a situação em que o planeta se encontra e exemplifica formas de melhorias.

Após o filme dando continuidade a programação, o professor e Dr. em Geologia pela Ufba, Ruy Kikuchi, demonstrou seu ponto de vista em relação ao estado do planeta atualmente. Kikuchi considera que o ritmo de consumo está muito além do ritmo de reciclagem. Outro fator é a explosão populacional, quanto maior a população, maior o consumo. O professor também alertou que as iniciativas individuais são pertinentes, mas que não solucionaram o problema por que se trata de um problema político e tem relação direta com as grandes indústrias e o capital mundial.

Por ser especializado em corais e oceanografia, Ruy Kikuchi, traçou um panorâma na situação dos corais baianos em relação a preservação, ele afirmou que “a situação dos recifes não são tão preocupantes”, porém existem casos problemáticos como o da Baía de Todos os Santos e precisam ser contidos antes que entrem em estado de alerta. Teoricamente parte dos recifes baianos são áreas de proteção ambiental permanente, mas essa atitude não deve ficar apenas no papel. Para finalizar sua fala Ruy Kikuchi diz que “a crise ambiental não é da natureza e sim humana”.

O documentário foi lançado em 2009. No Youtube pode ser assistido no canal oficial.

*Estudante de Produção Cultural da Faculdade de Comunicação da Ufba – Facom

5 comentários para Cinema Comentado com o filme “Home: Nosso planeta, nossa casa”

  1. klkçllç, disse:

    Gostei, axei super legaal eu ja assistii esse filme o comentario está mto boooom

  2. klkçllç, disse:

    Gostei, axei super legaal eu ja assistii esse filme o comentario está mto boooom. super legaaaaaaal dmaix

  3. Márcia disse:

    Muito bom o comentário na verdade o RESUMO

  4. Venancio disse:

    Leite cremoso, chocolate e um concluimento dentre cafeeiro.

Deixe uma resposta para Márcia Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *