Newsletter
Ciência e Cultura - Agência de notícias da Bahia
RSS Facebook Twitter Flickr
Atualizado em 28 DE novembro DE 2023 ás 16:57

Diálogos Fotográficos: Fotografia, Juventude e Periferia

Laboratório de Fotografia da Universidade Federal da Bahia realizou a segunda edição do projeto “Diálogos fotográficos” no auditório da Faculdade de Comunicação

Por Manoela Maria

Na última sexta-feira, 24, ocorreu a segunda edição do “Diálogos Fotográficos”, projeto desenvolvido pelo Laboratório de Fotografia da Universidade Federal da Bahia (Labfoto). O evento teve início às 10 da manhã e contou com a presença dos fotógrafos Amanda Tropicana, Gabriela Palha e Gabriel Amorim. O encontro ocorreu de forma gratuita no auditório da Faculdade de Comunicação (Facom-UFBA).

O principal objetivo do projeto é realizar ciclos de debates mensais, palestras e apresentações sobre o tema “Fotografia, Juventude e Periferia”. Para isso, são convidados profissionais de diversas áreas da cidade para compartilhar sobre suas vivências dentro da profissão.

Mesa Diálogos Fotográficos: Fotografia, Juventude e Periferia

Durante o debate, os convidados abordaram a importância de encontrarem na fotografia um modo de representar suas realidades. O fotógrafo e estudante de história, Gabriel Amorim, descreve a fotografia como um ato político. “Entender o que de fato acontece em Salvador é uma resposta à centralização da arte que fica no Sul e Sudeste”, afirma.

Já a fotógrafa moçambicana Gabriela Palha, falou sobre como a fotografia mudou a sua forma de se relacionar com as pessoas e com a cidade. Além disso, reforçou a importância dela no registro de memórias de grupos historicamente invisibilizados.

Amanda Tropicana, fotógrafa premiada esse ano no Prêmio Nacional de Fotografia Pierre Verger (1º lugar) na categoria “Ancestralidade e Representação”, falou da importância de desconstruir a imagem dos fotógrafos negros, que ainda são vistos de forma caricata e estereotipada. Para a fotógrafa, eventos como “Diálogos Fotográficos” conseguem mudar esse cenário, ainda que de forma gradual. “Ver colegas no mesmo espaço é motivador”, relata Amanda.

Para o professor Rodrigo Rossoni, atual tutor do Labfoto, o projeto desempenha um importante papel no diálogo entre a comunidade externa e a comunidade acadêmica, além de trazer visibilidade para os profissionais convidados. “Poder realizar um evento como esse aqui através desses jovens talentos fotógrafos, com realidades tão distintas, acho que enriquece o debate e valoriza o trabalho que está sendo feito por esse jovem”, afirma o professor.

*Apuração: Sofia Nachef e Cinthia Maria
*Revisão: Beatriz Nascimento e Nathali Brasileiro

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *