Newsletter
Ciência e Cultura - Agência de notícias da Bahia
RSS Facebook Twitter Flickr
Atualizado em 15 DE outubro DE 2011 ás 13:56

Ciência na Estrada e Ciência Móvel levam educação científica a bairros carentes

Ônibus percorrerão os bairros da Paz, Calabar e Nordeste de Amaralina em Salvador com experimentos e ações de popularização da ciência. A programação faz parte da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia - SNCT

Por Wagner Ferreira
wagner.ferreira@ufba.br

Os projetos Ciência na Estrada e Ciência Móvel, ações em conjunto entre a Universidade do Estado da Bahia (Uneb) e o Laboratório de Biomorfologia Parasitária (LBP) da Fiocruz-Bahia, que têm o objetivo de levar educação científica à população, visitarão os bairros do Calabar, Nordeste de Amaralina, e Bairro da Paz, todos da periferia de Salvador. A programação será durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), que acontece em todo o Brasil entre os dias 17 e 23 de outubro deste ano.

As ações durante a SNCT terão praticamente a mesma estrutura do Ciência na Estrada, projeto semelhante que percorre escolas e comunidades do estado levando conhecimento sobre doenças parasitárias, desenvolvido pela equipe de pesquisadores LBP da Fiocruz-Bahia.

A equipe conta com dois ônibus munidos de microscópios, réplicas ampliadas de parasitas e com o “Olho Biônico” – lente de aumento que mostra sujeiras e impurezas nas mãos – que, juntamente com a “Célula Gigante”, faz o maior sucesso entre as crianças. “A criançada adora. Ela vê a ciência como algo divertido”, diz Carla Cavalcanti, uma das responsáveis pelo projeto na Fiocruz-BA, que tem a coordenação do Dr. Marcos Vannier.

Célula Gigante: réplica de célula que mostra componentes intracelulares


Um dos ônibus do projeto munido de equipamentos de laboratório que serão apresentados à população

De acordo com Carla Cavalcanti, o acesso às comunidades só foi possível depois de acordo firmado com a Polícia Militar, que se comprometeu em fazer a segurança da equipe e dos equipamentos, que permanecerão no local durante as apresentações. “Sabemos que essas comunidades estão passando por um processo de pacificação, por isso nos preocupamos em garantir a nossa segurança e da comunidade que irá participar dos eventos”, explica.

É possível interagir com microscópios e experimentos durante as mostras

A preocupação da representante da Fiocruz é válida, já que no dia 19 a mostra científica terá seu horário modificado para o período da noite. “No Nordeste, nossos horários serão na quarta-feira (19) das 13h às 20h, a fim de proporcionarmos também àqueles que chegam da sua jornada de trabalho o contato com os experimentos científicos”, conclui Carla.

Programação
17/10 – Calabar 8h30 às 17h30
18/10 – Nordeste 8h30 às 17h30
19/10 – Nordeste 13h às 20h
20 e 21/10 – Bairro da Paz 8h30 às 17h30

Notícias relacionadas
___________________


Fiocruz Bahia leva conhecimento científico para população baiana

Bairro da Paz tem altos índices de infecção por parasitos de cães e gatos

WEBTV - IX Curso de Epidemiologia Molecular das Doenças Infecciosas e Parasitárias – EPIMOL

Um comentário a Ciência na Estrada e Ciência Móvel levam educação científica a bairros carentes

  1. felizmente as alternativas q a sociedade cria geram espaços, nichos, q podem permitir acesso, inclusão e cidadania_axé
    alf

Deixe uma resposta para alvaro figueiredo Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *